Blog

Pés antiderrapantes: nossos dedos se enrugam na água para não escorregarmos

by Casa das Bombas on 27 de novembro de 2014 , No comments

A explicação mais conhecida para o enrugamento dos dedos depois de um longo período em contato com a água é a de que a epiderme se enche de líquido e incha, enrugando a pele. Mas uma nova pesquisa indica que esse fenômeno pode ter outra explicação, fundamentada na evolução. O enrugamento dos dedos dos pés pode servir como uma forma de aderência a superfície, semelhante a pneus que se adaptam a grama, terra, água, e por aí vai. Nossos pés seriam uma espécie de “chinelo” natural, e isso pode ter surgido em decorrência da evolução.

Há vários indícios que fundamentam essa teoria, como o fato do enrugamento acontecer diferentemente de pessoa para pessoa. Isso porque o processo parece estar ligado ao sistema nervoso, e não ser apenas uma reação física. Dedos das mãos e dos pés de várias pessoas com problemas nos nervos não se enrugam, por exemplo. Existem outras dúvidas sobre a explicação habitual do enrugamento. Por exemplo, se andássemos descalços na grama úmida ou molhada, o efeito deveria ser o mesmo de quando você está submerso na água, teoricamente. Além disso, a água poderia fazer com que nossas mãos e pés se enchessem tanto quanto um balão, se o sistema nervoso não estivesse envolvido no processo.

Em uma publicação científica recente, foi argumentado que os dedos das mãos e dos pés se enrugam por dois motivos: criação de canais que ajudam a drenar a água para fora e para fornecer resistência contra o chão escorregadio. Em algumas pessoas, o enrugamento aparece no pé molhado inteiro, sendo ainda mais seguro contra escorregões. Mas afinal, porque os cientistas se interessaram na investigação dessa área? Negócios, é claro. Com a evolução desse projeto, fabricantes de calçados e pneus podem descobrir novas habilidades e tecnologias baseadas no corpo humano.

Fonte: Hypescience

Related Posts

Take a also a look at these posts